Não são em número tão elevado as empresas do sector do turismo e particularmente de Alojamento e Restauração que se encontram certificadas.

 

De acordo com os dados da «Lista de empresas certificadas», em 2017 havia o seguinte número de Empresas com certificado emitido:

 

55 segundo a norma ISO 9001

41 segundo a norma ISO 14001

04 segundo OHSAS 18001 / NP 4397

00 segundo ISO 50001

09 segundo ISO 22000 (catering e restauração)

 

Nota: Algumas destas poderão deter mais do que um certificado em simultâneo.

 

O universo segundo Pordata para 2017 de Alojamentos turísticos colectivos dá para Portugal o número de 5100.

 

Independentemente da exactidão dos dados apresentados, pode concluir-se o Sector não parece gostar da figura da certificação.

 

Entendemos, não obstante, que conforme as necessidades dos empreendimentos estes devem optar por um sistema de gestão que melhor responda às suas necessidades, tendo como objectivo a sua dinamização e a obtenção de vantagens competitivas.

Especificação de Serviço ESET-01

É uma especificação exclusiva Qualdouro, que é especialmente indicada para pequenos empreendimentos turísticos, empreendimentos em espaço rural TER e Alojamento Local, que contém requisitos de qualidade, segurança alimentar, sustentabilidade e segurança física.

É igualmente auditável e certificável.

Tem associado uma marca (logo), e as casas certificadas terão uma futura promoção específica com destaque em websites ligados ao turismo.

Sendo mais «operacional» e logo menos «pesada» que uma norma ISO 9001, pode ser adoptada por qualquer empreendimento.

Pode igualmente ser um complemento da norma ISO 9001 (a auditoria é a mesma, realizada em simultâneo).

Normas portuguesas

 

NP 4523:2018 Turismo Acessível Estabelecimentos hoteleiros
NP 4556:2017 Turismo Industrial Serviços de Turismo Industrial
NP 4520:2015 Turismo de Ar Livre Atividades de Turismo de Natureza
NP 4507:2012 Turismo de Natureza Empreendimentos de Turismo de Natureza
NP 4494:2010 Turismo de habitação e turismo no espaço rural Requisitos da prestação do serviço e características

 

Normas Internacionais:

Norma ISO 9001

A mais conhecida e utilizada norma internacional de gestão de sistemas da qualidade, contém requisitos de tipo preventivo que levam ao cumprimento dos requisitos implícito e explícitos, bem como de tipo legal.

Ideal para o reconhecimento do modo como sistematicamente as actividades são satisfeitas com o fito único da satisfação do cliente, esta norma é estruturada e pensada de modo a que a melhoria contínua seja uma realidade na organização que a adopta.

Fundamental para as empresas se organizarem e garantirem a manutenção desse nível de organização ao longo do tempo.

[HACCP*
Os empreendimentos que fornecem refeições estão obrigados ao cumprimento de requisitos legais com vista à garantia da segurança alimentar. Adoptar um sistema de HACCP é elevar o nível de resposta a esses requisitos. Será automaticamente incluído nos empreendimentos que implementem a norma ISO 9001.

* Haccp – Hazard Analysis and Critical Control Points, que pode ser traduzido como Sistema de Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos, é uma metodologia reconhecida internacionalmente e utilizada pelas entidades do sector alimentar como uma ferramenta na protecção alimentar]

 

Norma cISO 22000

 

A segurança alimentar levada a um nível de sistema de gestão com todas as vantagens associadas.

Nota: Os referenciais a seguir descritos de modo sumário não visam a satisfação do cliente (directamente), sendo integráveis com a norma ISO 9001 numa perspectiva de Sustentabilidade.

Norma ISO 14001

A gestão ambiental já deixou há muito de ser um assunto da empresa, é uma questão diferenciadora, tem força na caracterização do empreendimento que adopta uma gestão preventiva da poluição e logo amiga do ambiente. É uma forma de poupar recursos do planeta e financeiros da empresa.

Norma ISO 50001

A gestão da energia está na ordem do dia, e aos empreendimentos de alojamento interessa sobremaneira poupar recursos e obter sistematicamente soluções para o abaixamento das facturas da energia (gás, gasóleo, gasolina, electricidade, …).

Norma ISO 45001

 
A segurança e saúde das pessoas, e o controlo dos riscos laborais, sendo obrigação legal, pode também ser considerado de uma forma mais dinâmica e responsável pela adopção desta norma. Garantir a segurança das pessoas – e logo dos clientes – é uma forma de demonstrar uma atitude de gestão diferenciadora.

Certificação integrada

É possível e aconselhável que um empreendimento ao adoptar mais do que uma disciplina no seu sistema de gestão (qualidade e ambiente, por exemplo), as implemente estes sistemas de forma integrada.

As normas internacionais actuais estão alinhadas, e podem ser implementadas e auditadas em conjunto, com claras vantagens para o empreendimento, quer em termos de resultados, quer em termos de poupança nas auditorias.

 

Existem outros referenciais que induzem e permitem exteriorizar uma marca de Qualidade e/ou sustentabilidade.

 

Selo de Qualidade – Rota do Românico

Chave Verde – coordenada em Portugal pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE)

Programas / Selos de Associações Hoteleiras e similares

 

X